Farol de São Thomé recebeu cerca de 150 mil pessoas no Carnaval - Alô Farol 2020

Verão News

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Farol de São Thomé recebeu cerca de 150 mil pessoas no Carnaval

Os dados são do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Pública 
Foto: Fabiana Henriques
Durante cinco dias, o trio elétrico arrastou uma multidão pela Avenida Atlântica, do Camping ao Náutico, em Farol de São Thomé. Dez artistas e grupos locais fizeram a festa dos foliões, além de banda de marchinhas. Cerca de 150 mil pessoas pularam o carnaval no litoral campista movimentando a economia local - comércio, rede hoteleira e ambulantes. Os dados são do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Pública da Prefeitura de Campos. Do réveillon ao dia 16 de fevereiro, outras cerca de 500 mil pessoas circularam em Farol somente nos finais de semana.  

Cantaram no trio: Júlia Ferreira, Laurah Pessanha, A Massa, Jack Fiaes, Bamballada, Prakatum, Apollo, Paulinho Badaloka, Jota Leonni e Dom Américo. No repertório, além das tradicionais marchinhas, muito axé, samba e sertanejo. De sábado a terça, Gerson Jones e Banda animaram os foliões ao lado do hotel Garoupas. No Lagamar, Julio Motta e Lohan Luz também se apresentaram. No Xexé, teve Jota Leonni no sábado. 

Há quase 35 anos tocando no verão da região, A Massa levou o melhor do axé ao trio. “Só tenho que agradecer todos pelo carinho. O público foi mil”, disse a vocalista Karine Santos. "Muita gente em Farol. Pessoal acompanhando o trio pelos lados, indo na frente, no fundo. Muito feliz de estar aqui neste momento. Obrigado, Prefeitura de Campos e obrigado Farol", destacou o cantor Jack Fiaes.
E quem foi atrás do trio também aprovou. "O Carnaval do Farol está muito tranquilo. É um carnaval de fato feito para a família", falou na segunda-feira (24) a professora Regina Célia Magalhães.

Farol é tudo de bom. Muita animação em meio a esse clima familiar. A gente brinca com tranquilidade - afirmou a comerciante Luzia Oliveira, de 43 anos. "A gente vê aqui um ambiente que havia se perdido. É bom ter isso recuperado", completou o professor Fernando Magalhães, 45. 
Foto: Fabiana Henriques



Supcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner